Tecnologia

Para Greenpeace, gigantes da tecnologia lideram internet verde

Um relatório divulgado pela organização não governamental Greenpeace mostra como gigantes da tecnologia, a exemplo da Apple, do Facebook e do Google, estão atraindo um grande número de empresas para um projeto que tem como meta alimentar a internet com 100% de energia renovável.

O relatório Clicando limpo: como as companhias estão criando a Internet Verde detalha o imenso poder que as companhias de tecnologia possuem tanto para conduzir uma revolução nas energias renováveis, quanto para mudar o modo ultrapassado de se obter energia.

Se a internet fosse considerada um país, ela seria o sexto maior consumidor de energia no mundo.
E a estimativa é que os dados da internet triplicarão de tamanho até 2017.

O Greenpeace avaliou as opções energéticas das 19 principais empresas da internet.

A Apple, por exemplo, se tornou a primeira empresa a alcançar o seu objetivo: usar 100% de energia renovável para alimentar o “iCloud” – serviço que armazena remotamente dados dos usuários – sendo a única empresa com tal índice de energia limpa entre todas as companhias avaliadas.

Além disso, a companhia está prestes a inaugurar a maior instalação solar privada dos EUA em seu centro de dados na Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Ao lado do Facebook e do Google – pioneiro no uso de energias renováveis -, a Apple está pressionando a maior distribuidora de energia dos EUA para que ela ofereça novas opções de energias renováveis para grandes compradores de eletricidade na Carolina do Norte.

E, assim, a influência e o poder dessas grandes corporações da área tecnológica servem de combustível para a mudança da matriz energética mundial.

Leave a Reply