Saúde

Fundo das Nações Unidas ajuda a combater racismo no SUS

A Mobilização Nacional Pró-Saúde da População Negra 2012, que tem como novo lema “Vida longa, com saúde e sem racismo!”, promove ações estratégicas e debates sobre o acesso da população negra brasileira à saúde, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para Populações (UNFPA) por meio do Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia.

A iniciativa vai até 20 de novembro, data em que se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra, e tem apoio do Fundo para o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Colaborando em especial para a redução dos altos índices de mortes entre a população negra, a Mobilização concentra-se no enfrentamento do racismo institucional no SUS e no processo de implementação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra nos estados e municípios.

As atividades vão desde o repasse de informações em salas de espera até encontros, seminários, tendas temáticas e rodas de conversa com gestores e conselheiros de saúde nas cidades.

O objetivo é que a sociedade civil se envolva e um maior número possível de pessoas participe. Assuntos como esse, discutidos durante o Ano Internacional dos Afrodescendentes, motivaram a ONU a estabelecer o período de 2012 a 2022, como a Década Internacional dos Povos Afrodescendentes. O objetivo é debater avanços obtidos e lições aprendidas, mas, principalmente, superar os desafios.

Leave a Reply