Política

Desmond Tutu defende técnicas anti-Apartheid contra aquecimento global

O arcebispo sul-africano Desmond Tutu, que ao lado de Nelson Mandela lutou pelo fim do apartheid, convoca a população mundial a lutar contra as mudanças climáticas.

Ganhador do prêmio Nobel da paz em 1984, Tutu escreveu um artigo para o jornal britânico The Guardian defendo uma campanha moral e também o boicote a eventos, equipes de esporte e programas de TV patrocinados por países e corporações considerados grandes emissores de carbono, em especial as empresas do ramo do petróleo.

Técnicas como essas foram usadas na luta para derrubar o regime de segregação racial da África do Sul e, segundo o arcebispo anglicano, podem ser eficientes para frear os efeitos das mudanças climáticas.

O líder religioso também pede aos investidores que se desfaçam de suas ações em companhias de petróleo.

Para ele, não há sentido investir em empresas que ameaçam o nosso futuro.

O artigo de Desmond Tutu se antecipa ao relatório da ONU sobre mudanças climáticas, que será publicado neste domingo, e que defende um corte nos investimentos em combustíveis fósseis da ordem de dezenas bilhões de dólares a cada ano.

O texto afirma que a emissão de carbono e de outros gases que provocam o aquecimento global cresceu duas vezes mais na última década que nas três décadas anteriores.

Para algumas pessoas, as palavras de Desmond Tutu podem até parecer ingênuas.

Mas é bom não duvidar da capacidade de convencimento e de luta de quem ajudou a derrubar um dos regimes mais autoritários do mundo.

E quem sente na pele o calor dos últimos dias tem mais um bom motivo para deixar o ceticismo de lado.

Leave a Reply