Meio Ambiente

São Tomé e Príncipe recolheu mais de 175 mil garrafas de plástico no país

“Na Ilha do Príncipe, Plástico Não: um pequeno gesto está na nossa mão” é o nome de uma campanha de consciencialização que, após um ano, recolheu mais de 175 mil garrafas plásticas em São Tomé e Príncipe.

A iniciativa, lançada inicialmente em fevereiro do ano passado, é uma parceira com a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco. O objetivo é reduzir o número de materiais não-biodegradáveis na ilha.

Campanha

De São Tomé e Príncipe, a coordenadora da Unidade de Gestão da Biosfera da Ilha do Príncipe, Plácida Lopes, falou à Rádio ONU sobre os propósitos da campanha.

“O objetivo é limpar plásticos da Ilha do Príncipe e levar água tratada à população. Pretendemos alcançar esse objetivo. Nós queremos com essa campanha recolher o máximo que nós conseguirmos de plásticos que estão na natureza e também trabalhar juntamente com os comerciantes locais no sentido de importarem produtos, outro tipo de utensílio, que não seja o plástico.”

Crianças

A coordenadora falou ainda sobre instalação de máquinas de fonte de água tratada e do envolvimento de crianças na campanha.

“O nosso público-alvo é a comunidade educativa, as crianças, uma vez que a maior adesão da população neste projeto, nesta campanha de plástico não tem vindo por parte das crianças. É importante ressaltar isso que a participação das crianças vem em massa sempre que nós anunciamos uma recolha, uma campanha de recolha, as crianças são as que mais aparecem para trocar plásticos.”

A intenção do governo é de que a Ilha de Príncipe fique “livre de plástico” até 2020 e que este projeto sirva de modelo para atividades futuras.

Por Edgard Júnior e Laura Gelbert

Da Rádio ONU em Nova Iorque.

Leave a Reply