Meio Ambiente

Rio+20: maiores cidades do planeta vão anunciar metas para reduzir a emissão de gases durante a conferência da ONU

Rio de Janeiro – O prefeito Eduardo Paes confirmou hoje (17) que as  60 maiores cidades do planeta, grupo conhecido como C-40, anunciará na próxima terça-feira (19) metas para redução da emissão de gases de efeito estufa. O comunicado será feito em evento paralelo à Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

“A tomada de decisão pelas maiores cidades do mundo [de redução das emissões] tem impacto efetivo e tem de acontecer. Não adianta só os chefes de Estado tomarem decisões e os prefeitos, a sociedade e a iniciativa privada, não. Cada um faz sua parte”, afirmou Paes, durante a reinauguração do Movimento à Paz, instalado no centro da cidade durante a Eco 92.

Sem antecipar  a meta de redução, estimada em 20% da atual, Eduardo Paes informou que o anúncio será feito pelo prefeito de Nova York, Michael Blommberg, em evento no Forte de Copacabana, na zona sul do Rio. Segundo Paes, a meta de redução dos gases tóxicos pelas grandes cidade se somará aos compromissos assumidos pelos chefes de Estado na conferência das Nações Unidas.

Perguntado se o evento Humanidades 2012, organizado em uma estrutura montada especialmente para exposições  e palestras no Forte de Copacabana, pode ser estendido, o prefeito sinalizou que sim: “se o prefeito gosta, tem chances”, disse Paes sobre a área, que é militar. “A Torre Eiffel também foi construída para uma exposição, em Paris”, completou.

Durante a reinauguração do Monumento à Paz, que contém pedaços de terra de cerca de 108 países, o secretário-geral da ONU para a Rio+20, Sha Zugang, disse que tanto a conferência de 1992 quanto a deste ano não aconteceriam sem a liderança do Brasil. “Agradeço também ao Rio pela quente acolhida”, disse ele ao  prefeito. E completou: “a cidade será sempre identificada com os compromisso do Brasil para o desenvolvimento sustentável e do espírito de parceria global.”

Isabela Vieira
Repórter da Agência Brasil

Leave a Reply