Economia

Pescadores e especialistas discutem os rumos da pesca artesanal np Brasil

De 23 a 26 de abril, na cidade de Salvador/Bahia, acontece o Seminário de Metodologia parao Levantamento da Produção Pesqueira Artesanal no Brasil. Promovido pelo Movimento dos Pescadores e Pescadoras, sua perspectiva é debater a riqueza da produção pesqueira familiar do país,pouco conhecida pela sociedade brasileira e pelo próprio estado, com o objetivo de construir estratégias para a conquista de políticas públicas voltadas para esse campo.

O Seminário conta com a presença de comunidades pesqueiras, instituições de ensino de Pernambuco e da Bahia, organizações não governamentais, profissionais da área de direito e geografiae do Conselho Pastoral dos Pescadores.Eles estãoreunidos para aprofundaremseus conhecimentos sobre a realidade da pesca artesanal no país e avaliarem, de maneira crítica, a metodologia usada nos levantamentos oficiais de dados sobre a produção pesqueira no território nacional.

Experiências sustentáveis de levantamento da produção pesqueira de comunidades tradicionais do Brasil e da Bolíviaserão apresentadas e comparadas com os métodos utilizados pelo estado brasileiro. A partir dessa e de outras análises, serão construídas novas propostas paraqualificar o levantamento de informações sobre a produção pesqueira no país, mostrando a necessidade de existir políticas públicas para esse trabalho.

As próprias comunidades pesqueirasserão sensibilizadas para o recolhimento de dados sobre a pesca, de maneira apropriada e qualitativa, passando a ter uma visão crítica do processo. Esse será o estímulo para que esses grupos, juntos às organizações e os movimentos, se mobilizem na luta por políticas governamentais que garantam o desenvolvimento da pesca familiar no Brasil, contribuindo para a melhoria das condições de trabalho de pescadores e pescadoras.

Campanha pela Regularização do Território das Comunidades Tradicionais Pesqueiras

O Seminário faz parte da Campanha pela Regularização do Território Pesqueiro das Comunidades Tradicionais, uma iniciativa do Movimento de Pescadores e Pescadoras. Ela busca garantir instrumentos legais para a preservação do território pesqueiro e para efetivação dos direitos dos pescadores e pescadoras artesanais do Brasil. A campanha se movimenta para arrecadar a assinatura de 1% do eleitorado brasileiro (1.385.000) e, durante o evento, serão discutidas ações estratégicas para sua propagação, assim como a ampliação da coleta de assinaturas para a causa.

Leave a Reply