Cultura

A sofisticação e a sustentabilidade do barro na arquitetura

RECIFE – Qual seria o material de construção mais sustentável? Os defensores da bioconstrução, corrente da arquitetura que se preocupa com o meio ambiente da concepção até a ocupação da obra, elegem o barro.

A terra batida é barata e fácil de usar, além de ser uma velha conhecida do ser humano.

Estima-se que ainda hoje 3 bilhões de pessoas morem ou trabalhem em construções de barro.

Como material de construção, o barro propicia que a umidade seja mantida em níveis ideais, independente da estação do ano, e não precisa ser transportado de um lado para o outro como o cimento.

Basta terra, água e o trabalho das mão para moldá-lo, o que o torna adaptável às necessidades de um mundo sustentável.

A vantagem é tanta que arquitetos contemporâneos estão em busca de comunidades tradicionais para aprender a usá-lo com mais eficiência.

Apesar de muito cair bem em ambientes rústicos, essa espécie de “cimento verde” também pode estar em construções sofisticadas.

Por Antônio Martins Neto
Editor do Blog Mundo Possível


Vejam as fotos abaixo e tirem a prova.

Casa de tijolos de barro e madeira em Niborg, na Dinamarca

Casa de tijolos de barro em Niborg, na Dinamarca

Fachada da casa de tijolos de barro em Niborg, na Dinamarca

Casa de barro na Bélgica

Casa construída a mão na Inglaterra

Escola de Tecnologia de Guelmim, Marrocos

Escola de Tecnologia de Guelmim, Marrocos

Leave a Reply