Cidades

Na América Latina, falta de transparência incomoda mais que caos urbano

Se a gente perguntar a qualquer brasileiro quais são os problemas urbanos que mais o incomodam, a lista vai ser grande: trânsito parado, ônibus lotado, falta de água, queda na energia, chuva demais, chuva de menos, enfim, cada um tem o seu rosário.

Todos esses problemas também estão entre os que mais perturbam a vida de habitantes de grandes cidades da América Latina, como confirma uma pesquisa pioneira do BID, o Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Foram entrevistados cinco mil habitantes de São Paulo, Bogotá, Buenos Aires, Cidade do México e Lima.

E o resultado mostrou que o que mais incomoda a maioria deles não é caos urbano mas a falta de transparência por parte dos governos na hora da tomada de decisões.

No caso especifico de São Paulo, os entrevistados listaram como suas principais prioridades justamente a questão da falta transparência, seguida por maior participação nas decisões de governo, segurança, transporte e burocracia.

Embora o trânsito seja um dos maiores pesadelos do paulistano e do brasileiro, os cidadãos demonstram que falta de transparência e participação nas decisões de governo são ainda piores que as horas perdidas em engarrafamentos gigantescos.

É um pouco o que a gente viu nos protestos que tomaram conta do país em junho do ano passado.

O recado para os representantes é claro.

Primeiro, não toleram mais obras que só atendem às necessidades e aos interesses de muito poucos.

Segundo, como são testemunhas e também beneficiários do crescimento econômico recente do país e da América Latina, também não aceitam mais a desculpa de que falta dinheiro.

Clique aqui para ler o estudo Megacidades, feito do BID.

Clique aqui para baixar o estudo Megacidades em português

Leave a Reply